27°
Máx
13°
Min

Justiça de São Paulo aprova pedido de recuperação judicial da Viver

A Viver Incorporadora e Construtora anunciou ontem, em fato relevante, que a 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo deferiu seu pedido de recuperação judicial. Com isso, ficam suspensas ações e execuções contra a empresa por 180 dias. A companhia terá de apresentar contas demonstrativas até o dia 30 de cada mês, sob pena de destituição de seus controladores e administradores. A apresentação do plano de recuperação deve ser feita em até 60 dias úteis. A Viver teve prejuízo líquido de R$ 163,6 milhões no primeiro semestre de 2016. O resultado financeiro líquido foi de R$ 71,3 milhões negativos, enquanto a receita líquida atingiu R$ 40,3 milhões. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.