27°
Máx
13°
Min

Ladeira reafirma compromisso fiscal com um superávit de R$ 24 bilhões

Após o rebaixamento do grau de investimento pela agência de classificação de risco Moodys, o secretário do Tesouro Nacional, Otávio Ladeira, reafirmou o compromisso fiscal com um superávit de R$ 24 bilhões e frisou o compromisso do governo para a retomada da situação fiscal. "Vamos trabalhar fortemente para reverter a situação fiscal", disse.

O secretário frisou que o governo está trabalhando fortemente a respeito de medidas que serão apreciadas pelo Congresso. Entre elas, estão um novo indicador fiscal a ser perseguido pelo governo, um limite superior para despesas e um conjunto de medidas referente à renegociação da dívida dos Estados.

Ladeira afirmou que as agências veem com bons olhos medidas de longo prazo e que acredita que os projetos que o governo enviará ao Congresso serão bem vistos por elas. "Ao aprovar medidas no Congresso, acreditamos que agências vão ter visão muito positiva das mudanças", disse.

Ele aproveitou para criticar os analistas que costumam observar mais medidas do curto prazo. "Analistas ficam focados no curto prazo e dão menos peso nessas questões de longo prazo", afirmou.

O novo dirigente do Tesouro preferiu não comentar as projeções do governo para o resultado primário nos próximos meses . "(Prefiro) esperar os resultados", disse.

Questionado se o governo está atrasando repasses para o programa Minha Casa Minha Vida, o secretário afirmou que o Tesouro tem realizado os repasses de acordo com a programação orçamentária e financeira. "O Tesouro está distribuindo recursos de acordo com programação definida", frisou.

Sobre a abertura de capital da BB Seguridade, o secretário afirmou que "ainda está sendo avaliada".