22°
Máx
16°
Min

Leilão da Massa Falida da Boi Gordo arrecada R$ 317 milhões

A Massa Falida das Fazendas Boi Gordo arrecadou mais de R$ 317 milhões em seu último leilão de terras. Cerca de R$ 305 milhões vieram do pregão com a principal fazenda, cuja extensão equivale aproximadamente à área urbana da cidade de São Paulo, cerca de 135 mil hectares. Outros R$ 12 milhões, com a venda de 17 lotes. A área tem nascentes, pistas de pousos, áreas para plantio, pastos.

A Boi Gordo pediu falência em 2004 deixando, em valores atualizados e com correção monetária, dívidas de R$ 4 bilhões. A quebra das Fazendas Boi Gordo ficou nacionalmente conhecida por ser um dos maiores casos de falência envolvendo pirâmides financeiras no Brasil. Mais de 30 mil pessoas foram lesadas com a fraude, entre eles famosos como Marisa Orth, Felipão, Evair e Vampeta. Cerca de 70% dos investidores, porém, eram gente comum e desconhecida, que aplicou menos de R$ 25 mil no negócio, que prometia alto retorno com a engorda de bois.

As fazendas leiloadas serviram de cenário para a famosa novela "O Rei do Gado". Parte são áreas de reserva, mas uma ampla parcela inclui terras produtivas, algumas próximas aos centros urbanos, mas próprias para o cultivo agrícola, especialmente grãos, e para pecuária.

Leilão

Antes de obter sucesso com a venda, as fazendas estiveram em leilão cinco vezes. Para atrair os investidores para o leilão, foram feitos road shows e, no Canal do Boi, especializado em temas rurais, conseguiram veicular uma reportagem com detalhes da propriedade. Desta vez, os 31 lotes, com cerca de 6 mil hectares, foram ofertados separadamente, com deságios entre 30% e 40%.

Judiciário, promotoria e síndico da Massa Falida trabalharam por dois anos e meio, em conjunto, para redirecionar o tratamento do que consideram a joia do espólio da Boi Gordo. Antes deste último leilão, já tinham vendido 11 fazendas. Pagaram pendências trabalhistas e tributárias e restou R$ 160 milhões em caixa para ressarcir investidores.