22°
Máx
14°
Min

Londrina tem cinco empresas entre as maiores do País

(foto: AEN/Arquivo) - Londrina tem cinco empresas entre as maiores do País
(foto: AEN/Arquivo)

A Construtora Plaenge, de Londrina, figura como a maior e melhor empresa do Sul do País na categoria empreendimentos imobiliários no ranking Valor 1000, realizado anualmente pelo jornal Valor Econômico em parceria com o Serasa Experian. Esta é a terceira vez consecutiva que a empresa alcança tal posição. De acordo com a publicação, a construtora ainda se destaca como a maior do município em patrimônio líquido que soma R$ 718,9 milhões, um crescimento de 32% em relação aos R$ 542 milhões registrados no ano passado.

Em todo o Paraná, foram ranqueadas pelo Valor Econômico 67 empresas. De Londrina apenas cinco empresas aparecem no ranking e estão concentradas nos setores de empreendimentos imobiliários, com Plaenge e A.Yoshii, e de agronegócio, com a Cooperativa Integrada, a Adama e a Cacique.

O anuário Valor 1000, do jornal Valor Econômico, principal veículo de economia do País, está na 16ª edição e retrata o ranking das mil maiores empresas do Brasil por receita líquida. Os critérios utilizados têm a chancela da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo e do Serasa Experian. É o principal estudo do gênero no Brasil.

O resultado do ranking consolida a importância das grandes empresas da construção civil para o desenvolvimento do município ao fomentar e consolidar toda uma cadeia produtiva, com empresas que envolvem alta tecnologia e que exigem mão de obra cada vez mais especializada.

O diretor da Plaenge, Alexandre Fabian, reforça que o fato de a Plaenge ser a maior do Sul no setor imobiliário é motivo de muito orgulho, uma vez que seu desempenho reflete diretamente na evolução desse segmento. Hoje, a construtora tem parceiros de várias áreas e muitos deles também já expandiram sua atuação para além da fronteira londrinense. Somente a Plaenge movimenta em torno de 140 engenheiros e arquitetos especialistas de escritórios terceirizados.

A Plaenge gera atualmente 2.200 postos de trabalhos efetivos e 4.600 indiretos.

Fabian ainda reforça que os indicadores do Valor 1000 confirmam a vocação econômica de Londrina, que no ano passado foi ranqueada entre as cem melhores cidades brasileiras para investir em imóveis por estudo realizado pela revista Exame em parceria com a consultoria Prospecta Inteligência Imobiliária.

Ele destaca que o bom desempenho do agronegócio no Brasil influenciou os resultados positivos obtidos pela Plaenge, que atua fortemente no Paraná e no Centro-Oeste, onde o segmento agropecuário contribuiu positivamente para a economia.

"Ficamos muito orgulhosos por termos uma empresa nascida em Londrina entre as maiores do Sul”, diz ele, destacando que a Plaenge é um dos muitos frutos do pioneirismo e da veia empreendedora do norte do Paraná.

(com assessoria de imprensa)