21°
Máx
17°
Min

Lucro da Hypermarcas sobe 296% no 4ºtrimestre de 2015, para R$ 283 milhões

A Hypermarcas registrou lucro líquido de R$ 283 milhões no quarto trimestre de 2015, o que representou um avanço de 295,8% na comparação com igual período do ano passado. O desempenho, porém, leva em conta parte dos recursos que já foram recebidos até dezembro com a venda do negócio de cosméticos para a Coty. A receita líquida total (ex-terceiros) somou R$ 756,2 milhões, alta de 5,9% em comparação com quarto trimestre de 2014

O Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado total atingiu R$ 291,1 milhões, crescimento de 6,6% ante o intervalo de outubro a dezembro de 2014. Já o Ebitda ajustado das operações continuadas avançou 2% no quarto trimestre de 2015 ante o mesmo período de 2014, para R$ 215,4 milhões. .

No acumulado do ano de 2015, o lucro líquido da Hypermarcas somou R$ 559,9 milhões, uma alta de 39% na comparação com 2014. O recebimento de parte dos recursos relacionados à venda da unidade de cosméticos da Hypermarcas influenciou positivamente o lucro da companhia em 2015. De janeiro a dezembro do ano passado, a receita líquida (ex-terceiros) totalizou R$ 2,954 bilhões, crescimento de 8,1% em relação a 2014.

O Ebitda ajustado total atingiu R$ 1,153 bilhão, aumento de 4,2% contra o ano anterior, e o Ebitda ajustado das operações continuadas somou R$ 982,3 milhões, alta de 7,7%.

A companhia registrou em 2015 um montante de R$ 330,4 milhões na linha de ganhos de capital, o que fez com que o lucro das chamadas "operações descontinuadas" aumentasse. As operações descontinuadas são aquelas das quais a Hypermarcas está se desfazendo, caso das unidades de cosméticos e preservativos, que já foram vendidas, e de produtos descartáveis, a qual a empresa planeja vender.

Se for considerado apenas o resultado líquido das operações continuadas, aquelas que a companhia vai manter, o lucro seria de R$ 79,5 milhões entre outubro e dezembro ante R$ 117 milhões nos mesmos meses do ano anterior. As operações continuadas envolvem os negócios de fabricação de medicamentos e adoçantes.

Despesas financeiras e endividamento

O lucro das operações continuadas foi afetado por alta de despesas financeiras. Levando em conta apenas essas operações, a despesa financeira líquida no quarto trimestre de 2015 foi de R$ 142,2 milhões, 30% maior do que no mesmo período do ano anterior. A companhia afirmou que esse efeito foi provocado por elevação dos juros, da inflação, dos custos de hedge e do aumento da dívida líquida média em 2015.

O endividamento líquido da Hypermarcas, porém, deve diminuir pela frente. Em fevereiro, a companhia anunciou uma oferta de recompra de até a totalidade dos US$ 312,6 milhões de seu bond em circulação no mercado. A Hypermarcas ressaltou ainda que só depois do encerramento do quarto trimestre de 2015 foi recebida outra parte do pagamento pela venda do negócio de Cosméticos para a Coty e também 20% do montante relativo à venda do negócio de Preservativos para Reckitt Benckiser. A companhia afirma que a posição de caixa e equivalentes em fevereiro de 2016 já superava o total de sua dívida bruta ao final de 2015.