21°
Máx
17°
Min

Lucro da Novartis cai para US$ 2 bilhões no 1º trimestre

Basileia, 21 (AE) - O grupo farmacêutico suíço Novartis lucro no primeiro trimestre de 2016 apenas US$ 2 bilhões, uma fração dos US$ 13 bilhões reportados no mesmo período de 2015, quando o resultado foi impulsionado por um ganho de US$ 12,8 bilhões com a venda de negócios para a GlaxoSmithKline PLC e a Eli Lilly and Co.

No trimestre encerrado em 31 de março, a receita encolheu 3%, para US$ 11,6 bilhões, ante US$ 11,9 bilhões nos três primeiros meses de 2015. Analistas previam, em média, um faturamento de US$ 11,89 bilhões no período.

O lucro líquido do principal núcleo de operações, que desconta impairments ou ganhos extraordinários, recuou 13% no primeiro trimestre, para US$ 2,8 bilhões, superando os US$ 2,68 bilhões esperados por analistas. Sem considerar efeitos cambiais, no entanto, a receita com as vendas cresceu 1% e o lucro líquido do principal segmento declinou 6%.

A Novartis tem investido pesadamente em novas drogas para compensar a queda da receita com o remédio para tratamento de câncer Gleevec, que desabou 22%, para US$ 834 milhões, agora que uma versão genérica mais barata está disponível. Ainda assim, a queda foi menor do que se temia. Segundo o executivo-chefe do grupo, Joe Jimenez, a Novartis ainda detém cerca de 50% das prescrições de Gleevec.

A empresa informou, ainda, que os gastos com marketing foram ampliados em 1,1 ponto porcentual, para 23,6% da receita obtida com as vendas, a fim de se promover novas drogas. O desempenho financeiro da empresa suíça também foi comprometido por crescente investimento na unidade de cuidados oftalmológicos Alcon, que está em estágio inicial de reestruturação anunciada no começo deste ano. Fonte: Dow Jones Newswires.