20°
Máx
14°
Min

Lucro líquido recorrente do Itaú é de R$ 5,575 bi no 2º trimestre, queda de 9,11%

Foto: Divulgação  - Lucro líquido recorrente do Itaú é de R$ 5,575 bi no 2º trimestre
Foto: Divulgação

O Itaú Unibanco reportou lucro líquido recorrente de R$ 5,575 bilhões no segundo trimestre deste ano, cifra 9,11% menor que a registrada em igual intervalo de 2015, de R$ 6,134 bilhões. Em relação aos três meses anteriores, porém, quando o resultado foi de R$ 5,162 bilhões, foi identificado aumento de 8,00%.

Trata-se do segundo trimestre consecutivo de queda no resultado recorrente do Itaú. Os números do período trazem, pela primeira vez, a consolidação da companhia resultante da união entre o Banco Itaú Chile e o CorpBanca, o Itaú CorpBanca. O Itaú é acionista controlador com participação de 33,58% no capital social do novo banco.

A carteira de crédito total do Itaú Unibanco, que considera avais e fianças, fechou junho em R$ 573,003 bilhões, redução de 4,6% em relação a março, quando somou R$ 600,705 bilhões. Na comparação com junho de 2015, quando estava em R$ 608,285 bilhões, foi identificado declínio de 5,8%. Se levado em conta ainda títulos privados, foi a R$ 608,606 bilhões, queda de 4,5% e 5,4%, respectivamente. Sem considerar o efeito cambial, encolheu 1,6% e 5,2%, nesta ordem.

O Itaú fechou junho com R$ 1,396 trilhão em ativos totais, alta de 4,7% em um ano, quando estava em R$ 1,333 trilhão. Na comparação com março, quando a cifra era de R$ 1,398 trilhão, houve diminuição de 0,1%.

O patrimônio líquido do banco foi a R$ 110,587 bilhões de abril a junho, crescimento de 9,8% em 12 meses e 3,7% na comparação com o trimestre imediatamente anterior. O retorno recorrente sobre o patrimônio líquido médio anualizado (ROE) foi a 20,6% no segundo trimestre contra 19,6% no primeiro. No segundo trimestre de 2015 estava em 24,8%. No primeiro semestre, foi a 20,1% ante 24,7% registrado ao final de junho de 2015.

Resultado líquido e recorrente

O Itaú divulgou ainda lucro líquido de R$ 5,518 bilhões no segundo trimestre, montante 7,77% menor em 12 meses, de R$ 5,983 bilhões. Em relação aos três meses anteriores, quando foi de R$ 5,111 bilhões, teve expansão de 7,96%.

Considerando o efeito do CorpBanca, o lucro do segundo trimestre foi 6,44% maior ante os três meses anteriores, de R$ 5,184 bilhões, e 7,79% inferior em um ano, R$ 5,984 bilhões.

As principais diferenças entre o lucro líquido e o resultado recorrente, conforme explica o banco em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras, são provisões para contingências, amortização de ágio de aquisições do grupo, teste de adequação de passivos.

No primeiro semestre, o lucro líquido recorrente do Itaú totalizou R$ 10,737 bilhões, redução de 10,21% em relação à cifra de R$ 11,958 bilhões do mesmo período de 2015. Já o resultado líquido, considerando o efeito do CorpBanca, foi a R$ 10,702 bilhões, redução de 8,66% em um ano, quando ficou em R$ 11,717 bilhões.