20°
Máx
14°
Min

Maioria das Bolsas dos EUA fecha em alta após divulgação de ata do Fed

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam majoritariamente em alta nesta quarta-feira, 12, com exceção da Nasdaq, após a ata do Federal Reserve divulgada mais cedo ter mostrado que os dirigentes do Banco Central norte-americano gostariam de aumentar as taxas de juros dos EUA "relativamente em breve", mas não chegaram a um acordo sobre o prazo.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,09%, aos 18.144,20 pontos, enquanto o S&P 500 subiu 0,12%, aos 2.139,20 pontos. O Nasdaq recuou 0,15%, aos 5.239,02 pontos, influenciado por uma onda de vendas em ações de biotecnologia.

Os dirigentes do Federal Reserve lançaram na reunião de setembro as bases para elevar as taxas de juro de curto prazo "relativamente em breve", segundo a ata da última reunião, embora tenham tido dificuldades para conciliar as divisões internas sobre o momento da próxima elevação na taxa.

"Alguns participantes acreditavam que seria adequado elevar o intervalo para a taxa de juros relativamente em breve, se o mercado de trabalho continuar a melhorar e a atividade econômica se fortalecer, enquanto outros preferiram esperar por evidências mais convincentes de que a inflação está se movendo em direção à meta de 2% do comitê", assinalou o Fed, na ata da reunião de 20 a 21 de setembro, divulgada nesta quarta-feira após o hiato habitual de três semanas.

Os setores que pagam dividendos elevados tiveram melhor desempenho nesta quarta-feira, com as altas liderada pelo setor imobiliário e de utilitários, enquanto as ações de energia recuaram com os preços mais baixos do petróleo em meio a dúvidas sobre a disposição da Rússia em aceitar um acordo para reduzir a produção mundial.

O ritmo de negociação ainda lento pode ganhar força no fim desta semana com os relatórios sobre os preços de importação e exportação, bem como o indicador de preços ao produtor (PPI), juntamente com uma série de lucros dos bancos na sexta-feira, segundo analistas.

"A estratégia do rendimento está acontecendo porque as pessoas vão questionar se o Fed vai ou não realmente puxar o gatilho em dezembro", disse Ray Moore, trader da Raymond James.

Investidores estão agora voltando sua atenção para os resultados das empresas. As ações da gigante do alumínio Alcoa caíram 2,87%, um dia depois de recuarem 11,42%, na esteira de lucros decepcionantes da empresa no terceiro trimestre, dando início à temporada de balanços nos EUA em um tom negativo.

As ações da Illumina recuaram 2,02%, após caírem 24,81% no dia anterior, devido à notícia de corte na previsão de receita da empresa. Com Dow Jones Newswires