22°
Máx
14°
Min

Mercado deve ficar estável em agosto, mas com queda de 23% no ano, diz Anfavea

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Antonio Megale, afirmou ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, nesta sexta-feira, 26, que o mercado brasileiro de veículos novos deverá terminar o mês de agosto com resultado próximo ao registrado em julho - quando os emplacamentos somaram 181,4 mil unidades, entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. "Não vai ter nenhuma grande diferença no número total que tivemos no mês passado", disse.

Com isso, Megale afirmou, as vendas acumuladas no ano devem ter contração de 23% em relação ao que foi registrado entre janeiro e agosto do ano passado. "O que continua na linha de uma convergência para uma queda de 19% no ano todo", afirmou Megale, em referência à previsão da associação e lembrando que as quedas acumuladas estão ficando menores mês a mês.

O executivo, que disse no início da semana que os Jogos Olímpicos haviam freado a venda de veículos, afirmou nesta sexta que, com o evento concluído, já é possível perceber uma melhora nos números. "O volume voltou ao patamar um pouco acima de 8 mil unidades por dia", disse o presidente da Anfavea.