23°
Máx
12°
Min

Mesmo com vendas ruins, preço da linha branca sobe no e-commerce

Apesar da forte queda do movimento de vendas comércio de eletrodomésticos, os preços de fogões, geladeiras e lavadoras não param de subir. Entre janeiro e junho deste ano o preço médio de uma lavadora chegou a registrar alta de 17% em relação ao mesmo período de 2015, aponta pesquisa do Zoom, site de comparação de preços do comércio online. No mesmo período, a inflação oficial do País, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 4,41% e em 12 meses, 8,84%.

A história se repete no caso do fogão, cujo preço médio registrou alta de 12% no primeiro semestre deste ano, e do refrigerador, que ficou 11% mais caro, nas mesmas bases de comparação. Os preços médios pesquisados pelo site são para pagamento à vista e a coleta envolveu as maiores varejistas online de linha branca.

O resultado ganha relevância especialmente porque a competição entre as redes varejistas costuma ser mais acirrada no comércio online em relação às lojas físicas. Além disso, as vendas de geladeiras fogões e lavadoras estão em baixa. Dados da Eletros, que reúne os fabricantes, apontam para uma retração de 18% no número de unidades vendidas no primeiro trimestre deste ano em relação a igual período de 2015.

Thiago Flores, diretor executivo do Zoom e responsável pelo levantamento, atribui a alta de preços da linha branca no comércio online a três fatores. Segundo ele, parte do movimento pode ter sido desencadeado pelo próprio varejistas online, que precisam engordar as margens em época de crise.