27°
Máx
13°
Min

Metade do gasto social é com Previdência, diz Mansueto Almeida

O secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Mansueto Almeida, disse nesta quarta-feira, 29, que o gasto do Brasil com Previdência, que equivale a mais da metade de todas as despesas sociais, é uma anomalia, já que o Brasil se trata de um País com população jovem. Ele defendeu a reforma da Previdência e comentou que tributos terão que subir brutalmente nos próximos anos se mudanças não forem feitas.

De acordo com o secretário, o gasto do INSS, que correspondia a 5,9% do PIB em 2002 e passou para 6,9% em 2014, vai saltar para 8,1% do PIB neste ano. Um dos motivadores, segundo ele, foram os dois anos seguidos de retração da atividade. "Reforma da Previdência não é questão de ser contra ou a favor, é questão aritmética", disse.

Meta fiscal

O secretário disse ainda que a meta fiscal de R$ 170 bilhões para este ano é realista. "Eu adoraria que a meta fiscal com folga fosse verdade, mas não é", disse Mansueto, comentando a respeito de uma eventual "sobra" apontada por especialistas de contas públicas.