27°
Máx
13°
Min

Mindset Global seleciona três empresas de Londrina

(foto: Divulgação) - Mindset Global seleciona três empresas de Londrina
(foto: Divulgação)

Dois workshops realizados no Sebrae, em Curitiba, na semana passada, deram o ‘pontapé’ inicial para um programa intenso de capacitação, o Mindset Global Paraná, que prepara startups para ingressarem no mercado de internacionalização dos negócios. O objetivo do programa é conectar as startups paranaenses com diversos programas de aceleração em diferentes países. Além dos workshops, a capacitação também inclui mentorias individuais em inglês, apoio no preenchimento de editais de aceleração e formulação de pitchs.

O processo para a seleção das empresas foi bastante rigoroso. Entre as 12 contempladas para participar da ação, três são do Norte do Paraná: a Kiwano, a Houz e a Editora Digital do Brasil.

Fabrício Bianchi, consultor do Sebrae/PR e gestor do projeto de startups no norte do Estado, acredita que a seleção dos três empreendedores é resultado da qualidade do trabalho realizado na região. “Entre as 12 empresas selecionadas no Estado, três são de Londrina, o que é um número significativo. Além da participação no Mindset, nossas startups estão se destacando em ações importantes e em programas de aceleração, em todo o Brasil. Isso demonstra que estamos avançando e conquistando espaço”, diz Bianchi.

Para Heitor Henrique Freire Arns, sócio proprietário da Houz, estar entre as 12 startups selecionadas pelo Mindset Global Paraná é uma forma de reconhecimento. “É importante também para a nossa mentalidade. Nosso pensamento ficou preso em negócios no Brasil, mas a exportação e o atendimento a outros mercados é mais um caminho que podemos seguir. O programa trouxe este instinto que estava faltando, nos despertou para o comércio exterior e mostrou a viabilidade. Já estamos pensando em produtos que podem ser comercializados na América Latina, num primeiro momento”, conta.

Gabriel Henríquez, que comanda a Kiwano, já deu o primeiro passo rumo à exportação e também integra o time das startups escolhidas para o Mindset. Ele já atua no mercado internacional com o aplicativo Cuke, que oferece suporte para o controle financeiro dirigido para vendedores que atuam com venda direta. “O aplicativo já conta com 30 mil downloads e possui usuários em 90 países. O projeto foi viabilizado sem investidores, apenas com recursos próprios e divulgação espontânea”, afirma.

O próximo passo da Kiwano é apresentar o aplicativo para os investidores internacionais, pois, segundo Gabriel, a problemática com a gestão financeira em vendas direta é a mesma em todo o mundo. “Nossa startup já nasceu com o foco de se tornar uma empresa global e precisamos buscar novos caminhos para desenvolver o negócio. Queremos transformar o Cuke em uma ferramenta de transformação social”, enfatiza.

Na avaliação de Luiz Antonio Monteiro, CEO e fundador da Digital do Brasil, o programa é fantástico e a primeira ação, que foi o workshop, já contribuiu para a mudança de posicionamento da empresa. “Antes, eu achava que o Brasil era grande, mas a capacitação me mostrou que o país é apenas um pedaço do mundo. Agora, sabemos que somos um empreendedor local, mas que é capaz de criar serviços e exportar. O Mindset está sendo uma experiência única”, ressalta. Ele acrescenta ainda que já está desenvolvendo uma plataforma educacional, na área da literatura brasileira, que será traduzida para outras línguas, com foco na exportação.

(com assessoria de imprensa)