23°
Máx
12°
Min

Ministro argentino não cita livre comércio em novo acordo automotivo com Brasil

(Foto: Divulgação) - Ministro argentino não cita livre comércio em novo acordo automotivo com Brasil
(Foto: Divulgação)

O ministro das Finanças da Argentina, Alfonso Prat-Gay, disse que o país quer discutir os termos do acordo automotivo com o Brasil - o atual vence em junho -, mas não respondeu se é do interesse dos vizinhos o livre comércio no setor. O ministro do Desenvolvimento brasileiro, Armando Monteiro, está em Buenos Aires e irá propor um acordo de livre comércio para automóveis e autopeças, como foi firmado com o Uruguai.

"Temos interesse em voltar a discutir o acordo que vence no meio do ano", afirmou Prat-Gay, após encontro com o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa.

Segundo o ministro argentino, a reunião de hoje foi preparatória para que Brasil e Argentina estabeleçam uma agenda comum a ser discutida no encontro do G-20, na próxima semana, em Xangai. "Nos encontramos em Davos e dissemos que queríamos relançar a relação bilateral, que já são muitos anos em que cada um vai por seu próprio caminho", completou.

Fundos

Em relação às negociações com os credores dos chamados "fundos abutres", o ministro disse que há uma proposta para fazer o pagamento da dívida em dinheiro, o que implicaria na emissão de um bônus soberano.

Para isso, o país quer suspender a decisão da justiça dos EUA que impede a emissão dos papéis. "Tenho confiança de que a Argentina quer deixar para trás esse tema, que já tem 15 anos", completou.