27°
Máx
13°
Min

Monitor do PIB da FGV aponta alta de 0,26% em julho ante junho

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro aumentou 0,26% em julho ante junho, estima o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), por meio do Monitor do PIB divulgado nesta segunda-feira, 19. O resultado representa a segunda variação positiva consecutiva nesse tipo de comparação.

O indicador antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo cálculo oficial.

No trimestre móvel encerrado em julho, houve queda de 0,49% ante o trimestre imediatamente anterior, encerrado em abril. Segundo a FGV, a taxa foi a menos negativa em seis trimestres consecutivos. "Estes dois resultados apontam melhora da atividade econômica com relação ao ano de 2015", avaliou Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV.

Na comparação com o mesmo mês em 2015, o PIB apresentou queda de 3,7% em julho, uma retração maior que a registrada em junho (-2,5%), mas ainda a segunda taxa menos negativa do ano.

Das 12 atividades que compõem o PIB, apenas eletricidade (+7,7%) e serviços imobiliários (+0,3%) não apresentam recuo na comparação com julho do ano anterior. As quedas mais acentuadas foram da indústria da transformação (-7,8%), comércio (-7,7%) e transportes (-8,9%), revertendo a melhora observada em junho.

O PIB acumulado em 12 meses até julho ficou em -4,9%, mantendo a perda registrada em 12 meses até junho, apontou a FGV.