24°
Máx
17°
Min

Moody's corta rating da Arábia Saudita para Aa3

A nota de crédito da Arábia Saudita foi rebaixada neste sábado pela agência de classificação de risco Moody's, que atribuiu o corte à queda prolongada dos preços do petróleo. O rating saudita passou de A1 para Aa3, após uma revisão iniciada em março. O país é o maior exportador de petróleo do mundo.

A Moody's também rebaixou a nota de crédito de outros países produtores na região, como Bahrein e Oman, mas manteve as notas de Kuwait e Qatar.

A cotação internacional do petróleo caiu mais de US$ 100 por barril desde meados de 2014, chegando a operar abaixo dos US$ 30/barril em fevereiro.

"Uma combinação entre crescimento reduzido, alto nível de endividamento e menores reservas domésticas e externas deixaram o país pior posicionado contra futuros choques", afirma a Moody's em nota.

Oman teve a nota reduzida de A3 para Baa1, enquanto o Bahrein foi cortado de Ba1 para Ba2. As notas de Kuwait, Catar e Emirados Árabes Unidos não foram alteradas, mas receberam perspectiva negativa.

As cotações internacionais do petróleo sofreram uma forte queda com o crescimento da produção superando o avanço da demanda. Investimentos na produção de gás de xisto nos Estados Unidos contribuíram com o cenário excedente, assim como a estratégia da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que optou por manter os elevados níveis de produção para não perder market share. Fonte: Associated Press.