22°
Máx
14°
Min

Movimentação de cargas por Paranaguá cresce acima da média

(Foto: Arquivo APPA/ANPr) - Movimentação de cargas por Paranaguá cresce acima da média
(Foto: Arquivo APPA/ANPr)

A movimentação do Porto de Paranaguá cresceu cinco vezes mais do que média dos portos brasileiros no primeiro quadrimestre de 2016, segundo dados da Secretaria de Portos da Presidência da República. Enquanto a movimentação portuária brasileira cresceu 2,4% no período, as importações e exportações de Paranaguá aumentaram 16,2%. 

Entre os principais portos do Brasil, aqueles com mais de 5 milhões de toneladas movimentadas de janeiro a abril deste ano, Paranaguá foi o que teve o maior salto de movimentação em relação ao mesmo período do ano passado. No primeiro quadrimestre de 2015, o porto paranaense movimentou 12,47 milhões de toneladas e neste ano já foram 14,49 milhões de toneladas. 

Outros portos importantes do Brasil também tiveram avanço de movimentação, mas em proporções menores do que Paranaguá. O Porto de Santos teve crescimento de 7,4% na sua movimentação e o Porto de Rio Grande teve alta de 9,35%. Os dados estão no portal Web Portos, do Governo Federal.

Graneis Sólidos

No que diz respeito aos graneis sólidos, que representam mais da metade da movimentação de cargas do Brasil, o Porto de Paranaguá também é um dos que apresentaram maior avanço em todo o País. De janeiro a março, Paranaguá embarcou 8,58 milhões de toneladas de carga deste tipo e apresentou crescimento de 38% nas exportações de granéis sólidos, marca três vezes superior da média nacional de 11,4% no período.

Para o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, o desempenho operacional acima da média é fruto dos investimentos feitos nos últimos cinco anos, de R$ 511,9 milhões, para melhorar a infraestrutura e logística do Porto de Paranaguá. 

“Os produtores agrícolas aproveitaram o câmbio para negociar grãos com o mercado externo no começo do ano. No entanto, o crescimento de Paranaguá é muito superior ao apresentado pelos demais portos brasileiros, o que mostra que nos preparamos e recuperamos a confiança do campo com agilidade e eficiência”, afirma o secretário. 

Cargas de outros Estados

No começo do ano, o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes), com base nos números da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), apontou que a movimentação de cargas por Paranaguá de produtos vindos de outros estados cresceu. Nos primeiros meses de 2016, o porto conseguiu atrair mais cargas de Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

“O produtor hoje vê o Porto de Paranaguá como uma opção mais eficiente e com menor custo para atender o escoamento da sua produção. Nos colocamos à disposição do produtor para escoar a sua produção com prontidão e é isso que estamos fazendo nos últimos anos”, afirma o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Dividino.

Colaboração AENPr.