23°
Máx
12°
Min

Na contramão de NY, Bovespa fecha em alta de 0,16%

Mesmo com as bolsas americanas operando em baixa, a Bovespa fechou com leve alta nesta quinta-feira, 13, sustentada principalmente pelas ações da Petrobras e do setor financeiro. Depois de ter caído até 1,28%, o Índice Bovespa inverteu a tendência à tarde e terminou o dia aos 61.118,58 pontos, com alta de 0,16%.

Apesar da cautela com incertezas do cenário internacional, prevaleceu hoje no mercado acionário brasileiro a influência positiva dos preços do petróleo e a melhora da percepção com o Brasil. Essa visão melhor do País, a partir dos recentes avanços do governo Michel Temer nas medidas de ajuste fiscal, continuam a garantir o restabelecimento do fluxo de recursos externos à bolsa brasileira. Até a última segunda-feira (10), o saldo líquido de investimentos estrangeiros no mês estava positivo em R$ 2,3 bilhões, ante saída de R$ 1,9 bilhão em setembro.

Segundo operadores do mercado de renda variável, a participação mais ativa do investidores estrangeiros fez a diferença na Bovespa, permitindo um viés positivo, mesmo em um dia de maior cautela no cenário externo. Nesse ambiente, as ações da Petrobras foram o principal destaque do dia. Em meio aos vencimentos do Ibovespa futuro e de opções sobre o índice, os papéis já operavam em alta pela manhã, na contramão dos preços do petróleo. Ganharam maior fôlego quando a commodity virou para o terreno positivo e fecharam com altas de 2,46% (ON) e de 2,40% (PN). As ações do setor financeiro também se destacaram, mostrando a melhora da percepção com o País. As units do Santander Brasil ganharam 4,06%, seguidas por Banco do Brasil ON (+1,73%) e Itaú Unibanco PN (+1,13%).

Já papéis da Vale seguiram as fortes quedas das ações de mineradoras estrangeiras, que reagiram negativamente aos dados fracos da economia chinesa, a segunda maior do mundo. Ao final do dia, Vale ON e PNA recuaram 4,54% e 2,82%. Além da Vale, também foram destaques de queda os papéis de Usiminas PNA (-4,31%) e CSN ON (-3,14%). Apesar da queda do dólar, que chegou a ser negociado abaixo dos R$ 3,18 ao longo do dia, ações do setor exportador avançaram. Marfrig ON, que subiu 5,46%, liderou os ganhos do Ibovespa, além de Cosan (+2,65%) e Embraer (+2,50%). Com o resultado de hoje, o Ibovespa passa a contabilizar ganho de 4,71% em outubro e 40,99% em 2016.