21°
Máx
17°
Min

No curto prazo, o único caminho para o setor é a exportação, diz Gerdau

O diretor-presidente da Gerdau, André Gerdau Johannpeter, avalia que o setor de aço no Brasil está em crise por causa de uma combinação de fatores externos, ligados principalmente à China, e de questões internas, onde se verifica uma forte queda no consumo de aço. Para o executivo, o único caminho para o setor no curto prazo é a exportação.

"O problema de sobrecapacidade da China veio para ficar, e é difícil saber quantos anos irá durar", disse o executivo, durante participação no 27º Congresso do Aço, em São Paulo. "No Brasil, a queda no consumo é dramática. E essa conjunção de fatores coloca o futuro do setor numa posição muito difícil".

Segundo Johannpeter, é necessário enfrentar esse cenário de crise com iniciativas tanto no curto prazo quanto no médio e longo prazos. "No curto prazo, o único caminho é a exportação. O setor está buscando alternativas, como o Reintegra, para ajudar as exportações", disse.

Para o diretor presidente da Gerdau, no médio e longo prazos, é necessário buscar o aumento da competitividade estrutural do setor.

"Isso passa por juros e tributos, por exemplo, mas também há um trabalho interno a ser feito, as empresas precisam reagir", ponderou, afirmando que a Gerdau tem passado por uma revisão de seu modelo de gestão e uma modernização de sua cultura empresarial. "Também é necessária uma revisão dos locais onde vamos operar e onde teremos mais retorno."