24°
Máx
17°
Min

Occhi, do PP, é confirmado para a presidência da Caixa

O nome de Gilberto Occhi está fechado para a presidência da Caixa Econômica Federal. Em entrevista exclusiva ao jornal "O Estado de S. Paulo", o ministro chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, frisou que o governo do presidente em exercício Michel Temer assumiu este compromisso com o PP e irá cumprir. Já para a presidência do Banco do Brasil permanece a indefinição. A expectativa é de que o anúncio oficial dos novos presidentes dos dois bancos ocorra na semana que vem.

"Para a Caixa está definido: é o Gilberto Occhi. O pacto que foi feito com o PP será honrado", declarou Padilha. "(O governo) assumiu compromisso, tem de cumprir", afirmou, comentando que a nomeação já tinha de "ter sido lá atrás", ressaltando a pressão que está sendo feita pelo PP.

Segundo o ministro, o único motivo de Gilberto Occhi não ter sido nomeado ainda é evitar manter em suspenso apenas a situação do BB. "O ministro Meireles tem ponderado que quer anunciar (o presidente da Caixa) junto com o Banco do Brasil. O Occhi é certo na Caixa, isso não tem discussão", garantiu, lembrando que, apesar da indicação política, o futuro presidente da instituição é funcionário da Caixa. "Hoje, no sistema financeiro, para indicação partidária só funcionário de carreira e o Occhi está dentro do padrão. Banco do Brasil, ainda não está decidido."