22°
Máx
16°
Min

Oferta doméstica de voos cai 15,2% em abril e 6,6% no acumulado do ano, diz Gol

(Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas) - Oferta doméstica de voos cai 15,2% em abril e 6,6% no acumulado do ano, diz Gol
(Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas)

A Gol anuncia retração tanto na oferta quanto na demanda em voos domésticos no mês de abril. Conforme dados prévios operacionais para o mês, a oferta doméstica caiu 15,2% ante abril de 2015, tendo acumulado queda de 6,6% no ano em comparação com o primeiro quadrimestre de 2015. A redução na demanda doméstica foi de 19,2% no mês e de 9% no acumulado do ano até abril, em relação aos mesmos períodos de 2015, respectivamente.

A taxa de ocupação doméstica em abril caiu 3,7 pontos porcentuais para 76,1% e 2 pontos em quatro meses, para 77,1%.

Também a companhia aérea informa diminuição no volume de decolagens em 21,9%, que é o mesmo índice para o indicador de assentos no sistema total (voos domésticos e internacionais). Já no acumulado até abril, a queda foi de 11,5% ante igual período de 2015. "Estes resultados representam o maior ajuste mensal já implementado pela GOL desde sua fundação, e estão de acordo com a projeção de redução de decolagens e assentos entre 15 e 18% para o ano de 2016", informa a empresa em comunicado.

Ainda conforme o plano de reestruturação em curso, a Gol informa que atualmente possui 16 aeronaves fora de operação, devido à readequação de frota - a nova malha foi implementada por completo em 1º de maio.

Já no mercado internacional, a retração de oferta e demanda em abril contra mesmo mês do ano passado foi de 16,8% e 11,9%, respectivamente. A taxa de ocupação, porém, cresceu para 74,4%, de 70,2% em abril de 2015. No intervalo de quatro meses, as quedas foram de 18,1% e 12,0%, respectivamente, e a taxa de ocupação aumentou 5,4 p.p, para 77,5% no segmento internacional. O volume de decolagens teve redução de 14,4% no mês e 12,6% no quadrimestre.