28°
Máx
17°
Min

Pátria vai gerir garagem de aeroporto em Curitiba

O Pátria Investimentos ganhou a licitação para operar o estacionamento do Aeroporto Internacional Afonso Pena, de Curitiba (PR). O contrato de concessão é de 25 anos e envolve investimentos da ordem de R$ 60 milhões, além do pagamento da outorga inicial de R$ 15 milhões. O fundo de infraestrutura da gestora é dono de 100% da Pare Bem, rede de estacionamento adquirida em 2015.

A autorização da Pare Bem para operar o estacionamento do aeroporto de Curitiba foi oficializada na quarta-feira, 16, pela Infraero. A área de estacionamento do aeroporto será ampliada, com a construção e operação de um edifício-garagem com 2.400 vagas adicionais. Atualmente, o terminal já tem 2 mil vagas. O valor do contrato, para o período completo da concessão, é de R$ 345,8 milhões, informa a Infraero.

Ao jornal O Estado de S. Paulo, Roberto Cerdeira, diretor da gestora e presidente da Pare Bem, disse que os planos de expansão da companhia são ambiciosos. A Pare Bem está avaliando participar da concessão que será aberta no Rio. São dois contratos de parquímetros que serão ofertados pela Prefeitura da cidade: um deles, na zona sul, e outro nas zonas norte e central

"A Pare Bem está em estacionamentos de importantes edifícios comerciais e hospitais, como o Samaritano, em São Paulo. Temos atuação no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do País. Podemos ampliar para as regiões Norte e Nordeste, além da América Latina", disse Cerdeira, sem dar mais detalhes desse processo.

Hoje, a Pare Bem opera cerca de 50 mil vagas de estacionamentos.

Outros alvos

A companhia tem investido na aquisição de garagens em edifícios comerciais e continua analisando investimentos em outras empresas do setor. A rede prevê avançar no setor investindo em contratos de longo prazo com hospitais, universidades, redes varejistas e shoppings. Cerdeira disse que o Pátria não tem interesse na Estapar. A empresa pertence ao banco BTG Pactual, que está se desfazendo de parte de seus ativos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.