20°
Máx
14°
Min

Perspectiva para economia global ainda é sombria, diz ministro chinês

O ministro de Comércio da China, Gao Hucheng, disse neste sábado que a perspectiva para a economia global continua sombria, apesar da recuperação gradual após o impacto da crise financeira. Os comentários do ministro evidenciam as preocupações com a economia, que se aprofundaram com a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia.

"Nos últimos anos, através de esforços conjuntos, a economia global emergiu e está caminhando em uma boa direção", disse Gao na abertura do encontro de ministros de Comércio do G-20. Mas, ao mesmo tempo, "os efeitos profundos da crise financeira global ainda podem ser sentidos".

Gao, que não mencionou o Brexit em seu discurso, disse que os governos devem trabalhar em conjunto para encontrar maneiras de estimular o crescimento. "A retomada e o crescimento da economia global ainda não têm muita força", disse. "O comércio global e os investimentos ainda não voltaram aos níveis pré-crise."

No mês passado, o Banco Mundial reduziu sua estimativa de crescimento global neste ano para 2,4%, de 2,9% em janeiro. Preços baixos de commodities continuam afetando países em desenvolvimento cujas economias dependem de suas exportações. E economias desenvolvidas ainda enfrentam dificuldade por causa da força de trabalho envelhecida e do fraco aumento de produtividade.

Ao mesmo tempo, a China enfrenta pressão para encolher indústrias inchadas como a siderúrgica. Segundo seus parceiros comerciais, o país está inundando o mercado com produtos siderúrgicos mais baratos, prejudicando indústrias locais e ameaçando empregos. Fonte: Associated Press.