20°
Máx
14°
Min

Petrobras se inscreve em leilão no México

Mesmo em tempo de aperto financeiro, e após ter ficado de fora da última rodada brasileira de áreas de exploração, no último ano, a Petrobras estuda voltar a investir em novas áreas, mas no mercado internacional. A empresa se inscreveu para participar do leilão de áreas de águas profundas no México, considerado principal concorrente do País na atratividade de novos investimentos.

Na última semana, a estatal adquiriu pacote de dados sobre as dez áreas ofertadas em duas diferentes bacias do Golfo do México. A petroleira não revelou o valor pago pelos dados. Em nota, informou apenas que "avalia permanentemente as oportunidades de negócios relativos à exploração e produção de petróleo e gás no Brasil e no exterior".

Além da estatal, outras 26 empresas estão no processo de qualificação para participar da rodada no dia 5 de dezembro. Entre as empresas que competem pelas áreas, segundo a agencia mexicana, estão as gigantes Shell, Exxon, Chevron, Total e Statoil. O resultado da qualificação será conhecido em agosto.

Ao todo são dez áreas nas bacias de Cuenca Salina e Cinturón Plegado Perdido, no norte do Golfo do México, onde a Petrobras atua desde 2003. A empresa já teve participações em mais de 170 blocos na região, mas desde 2011 as áreas passaram a integrar o plano de desinvestimentos para aliviar sua situação financeira. O plano é vender US$ 14,4 bilhões em ativos.

Em 2015, a Petrobras se inscreveu para a 13.ª Rodada de Licitações da ANP, mas não fez oferta. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.