22°
Máx
14°
Min

PF prende 2 agentes da PF na Operação Inversão

Habituada a prender empresários, doleiros e servidores públicos de vários órgãos públicos por corrupção e fraudes, a Polícia Federal agiu dentro de sua própria casa nesta quinta-feira, 14, ao deflagrar a Operação Inversão, que culminou com a prisão de dois agentes da corporação por suspeita de envolvimento em um esquema de propinas na área previdenciária.

A Inversão cumpriu 23 mandados de busca e apreensão, 4 de condução coercitiva e 13 de prisão preventiva, todos na capital paulista e na Grande São Paulo.

Dois policiais federais da ativa e um aposentado foram presos. A pedido da PF, um quarto policial foi afastado preventivamente de suas atividades por ordem da 9.ª Vara Criminal Federal de São Paulo.

O inquérito foi aberto em agosto de 2015. De acordo com a Federal, a corporação foi informada que, após investigação para apurar crimes previdenciários, policiais federais teriam solicitado propina para deixar de agir em desfavor de determinadas pessoas.

A PF informou que os investigados serão indiciados e responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de corrupção ativa e corrupção passiva. Os presos estão na sede da PF em São Paulo, onde permanecerão à disposição da Justiça.