21°
Máx
17°
Min

PIB da Coreia do Norte tem primeira queda em cinco anos, estima Seul

A economia da Coreia do Norte provavelmente encolheu no ano passado pela primeira vez em cinco anos, informou o Banco Central da Coreia do Sul, aumentando o desafio dominante para o líder Kim Jong Un. O Banco da Coreia do Sul estima que o Produto Interno Bruto (PIB) norte-coreano tenha recuado 1,1% em 2015, o primeiro declínio desde 2010 e a maior queda desde uma contração de 1,2% em 2007.

A Coreia do Norte não publica as estatísticas oficiais e nem permite que pessoas de fora façam avaliações sobre a sua economia a partir de dentro do país. Como resultado, a estimativa do banco central sul-coreano é frequentemente citado como o melhor palpite. Ele baseia os seus cálculos em informações da agência de espionagem de Seul e outras autoridades que estudam a Coreia do Norte.

O revés econômico para a Coreia do Norte veio de uma queda acentuada no preço do carvão, seu principal produto de exportação, e uma desaceleração na China, seu único grande parceiro comercial. O banco central sul-coreano disse que o comércio externo do Norte foi avaliado em US$ 6,25 bilhões em 2015 - queda de 18% ante o ano anterior.

Novas sanções internacionais contra a Coreia do Norte após o seu teste de bomba nuclear em janeiro deste ano e o lançamento de um foguete de longo alcance em fevereiro podem aumentar a pressão econômica sobre Pyongyang. Pela primeira vez, as sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) atingem o comércio de commodities da Coreia do Norte, enquanto os EUA tem procurado cortar ligações de Pyongyang ao sistema financeiro internacional. Fonte: Dow Jones Newswires.