26°
Máx
19°
Min

PIB de SP cresce 0,2% em março ante fevereiro, mas cai 5,5% ante março de 2015

A economia paulista registrou pequeno avanço de 0,2% na passagem de fevereiro para março, segundo o Produto Interno Bruto (PIB) da Fundação Seade. Do resultado, já estão descontadas as variações sazonais do período. Já na comparação com igual mês do ano passado, houve recuo de 5,5%.

O PIB da Seade mostrou ainda queda de 1% no primeiro trimestre em relação aos últimos três meses de 2015. Esta base de comparação também elimina os efeitos sazonais. No acumulado dos 12 meses encerrados em março, a atividade encolheu 5,1% no Estado. Neste caso, vale a comparação com idêntico período encerrado em março de 2015.

O ligeiro crescimento do PIB em março na margem decorreu dos avanços de 2,8% na indústria, de 5,4% na agropecuária e de um pequeno recuo de 0,4% no setor de serviços. No confronto com março do ano passado, a queda do PIB ocorreu com as influência negativa da indústria (-10,9%), seguida por serviços (-3,1%) e agropecuária, com recuo de 2,9%.

No trimestre, o único setor que cresceu foi o de agropecuária. Avançou 3,8% comparativamente ao desempenho acumulado de outubro a dezembro de 2015, segundo a Fundação Seade. A indústria e os serviços tiveram recuos de 3,8% e 0,6%, respectivamente.

O tombo de 5,1% do PIB paulista em 12 meses, por fim, é reflexo das reduções de 10,7% e 2,8% na indústria e nos serviços, respectivamente, e de um aumento de 4,3% na agropecuária, de acordo com a Seade.