24°
Máx
17°
Min

PIB de SP cresce 0,8% em abril e acumula queda de 5,6% no ano, revela Seade

O Produto Interno Bruto (PIB) do Estado de São Paulo cresceu 0,8% entre março e abril, na série livre de efeitos sazonais, informou nesta quinta-feira, 23, a Fundação Seade. O segundo mês de crescimento consecutivo do indicador foi influenciado pelos avanços na Indústria (3,2%) e nos Serviços (0,2%). A Agropecuária apresentou retração de 1,4% no mesmo período.

Na comparação com abril do ano passado, entretanto, o PIB paulista teve queda de 4,3%, puxada pela retração de 5,5% da Indústria e de 2,6% em Serviços. Na Agropecuária, o resultado, por outro lado, apresentou alta de 1,3%.

Resultados acumulados

A despeito da alta de 0,8% em abril e de 0,2% em março, a taxa acumulada da economia paulista atingiu queda de 5,1% nos 12 meses terminados em abril. O resultado é influenciado negativamente, principalmente, pela retração de 10,4% no PIB da Indústria. Houve queda de 2,8% nos Serviços e alta de 6,4% na Agropecuária, quando comparado com os 12 meses imediatamente anteriores.

No acumulado dos quatro primeiros meses de 2016, em relação a igual período do ano passado, o PIB paulista encolheu 5,6%, pressionado pela retração combinada dos três setores analisados: Indústria (-10,5%), Serviços (-3,1%) e Agropecuária (-9,4%).