21°
Máx
17°
Min

Poupança tem saque líquido de R$ 42,606 bilhões no primeiro semestre

A fuga dos investimentos da caderneta de poupança no primeiro semestre deste ano chegou a R$ 42,606 bilhões, o maior volume da série histórica do Banco Central (BC) iniciada em janeiro de 1995 (21 anos). Até então, a primeira metade de 2015 era a responsável pelo pior resultado da aplicação, com um volume de saques R$ 38,542 bilhões superior ao de depósitos. O aumento do total de retiradas líquidas nos seis primeiros meses de um ano para o outro foi de 10,5%.

Esse resultado do acumulado de janeiro a junho de 2016 é formado por depósitos de R$ 941,837 bilhões e retiradas de R$ 984,443 bilhões. O pior momento dos últimos 21 anos para a caderneta de poupança foi em janeiro deste ano, quando os saques líquidos ficaram em R$ 12,032 bilhões. Nos meses seguintes, o resultado continuou negativo: R$ 6,639 bilhões em fevereiro, R$ 5,380 bilhões em março, R$ 8,246 bilhões em abril e R$ 6,592 bilhões em maio.