26°
Máx
19°
Min

Preço das moradias acelera e avança 4,1% em abril na comparação anual na China

O preço médio das moradias na China continuou a avançar em abril na comparação anual pelo quarto mês consecutivo, após um recuo em dezembro, com mais cidades mostrando uma alta nos preços após a adoção de políticas de empréstimo mais frouxas para algumas cidades.

Na comparação anual, o preço médio das casas novas em 70 cidades da China subiu 4,1% em abril, após um avanço de 2,9% em março e de 1,9% em fevereiro. Na comparação mensal, o preço teve alta de 1,03% em abril, após subir 0,85% em março e 0,38% em fevereiro, segundo cálculos do Wall Street Journal a partir de dados do Escritório Nacional de Estatísticas.

A demanda por moradia aumentou após os formuladores da política monetária reduzirem os juros e os impostos sobre transações. Muitos compradores também esperavam que os preços das casas subissem ou pelo menos permanecessem estáveis, o que em geral impulsiona a demanda, em comparação com quando há uma expectativa de alta nos preços.

Na comparação com o mês anterior, o preço médio das novas casas privadas subiu em 65 das 70 cidades pesquisadas em abril. Em março, houve avanço em 62 delas. Na comparação com igual período do ano passado, a média dos preços das casas novas subiu em 46 das 70 cidades pesquisadas em abril, de 40 em março.

Nas cidades de Pequim, Xangai, Shenzhen e Cantão, porém, os ganhos desaceleraram, após os governos locais introduzirem medidas para controlar mais o setor e combater a especulação. Essas cidades, especialmente Shenzhen, passaram por um processo de rápido avanço nos preços no início deste ano, o que gerou temores de que pudesse ocorrer a formação de uma bolha.

Os ganhos mensais em Shenzhen atingiram 2,3% em abril, quando em março a alta havia sido de 3,7%. Shanghai teve avanço de 3,1% nos preços das moradias, menor que a alta de 3,6% de março. Fonte: Dow Jones Newswires.