28°
Máx
17°
Min

Presidente do BC da Itália diz que intervenção em bancos pode ser necessária

O presidente do Banco Central da Itália, Ignazio Visco, disse nesta sexta-feira que a intervenção do Estado pode ser necessária para evitar que os problemas que atualmente afligem os bancos mais fracos da Itália se espalhem para outros credores.

"Enfrentando o risco de que, num contexto de elevada incerteza, os problemas definidos podem ter um impacto sobre a confiança no sistema bancário, a intervenção pública não pode ser descartada", disse Visco.

Ele disse que as autoridades não estão subestimando sinais de preocupação e nervosismo sobre os bancos italianos nos mercados financeiros e que em conjunto com outras autoridades do banco central está promovendo soluções de mercado para os problemas dos bancos italianos.

A votação que resultou na saída do Reino Unido da União Europeia reacendeu a tensão no setor bancário italiano, com os investidores despejando nas ações dos bancos locais mais preocupações sobre suas carteiras maciças em empréstimos inadimplentes e rentabilidade cronicamente baixa.

Em resposta à turbulência do mercado, especialmente entre os bancos, como o Monte dei Paschi di Siena e Banco Popolare, o governo italiano tem vindo a discutir a possibilidade de intervenção do Estado com as autoridades europeias para reforçar o sistema.

A Comissão Europeia tem afirmado repetidamente que o órgão executivo da UE estava em contato com as autoridades italianas sobre as opções para reforçar as finanças do sistema bancário italiano, através de medidas compatíveis com as regras europeias. Fonte: Dow Jones Newswires.