26°
Máx
19°
Min

Previsão na Focus para Selic de 2017 sobe de 11,00% para 11,25%, revela BC

Os economistas do mercado financeiro elevaram no Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira, 29, suas previsões para a Selic (a taxa básica de juros) no próximo ano. A mediana das expectativas para a Selic em 2017 passou de 11,00% para 11,25% ao ano, interrompendo uma sequência de oito semanas consecutivas de estabilidade para a projeção. Já a taxa básica para o fim de 2016 permaneceu em 13,75% ao ano.

A Selic média de 2016 passou de 14,16% para 14,19% ao ano. Para 2017, foi de 11,84% para 11,94%. Há um mês, a mediana das taxas médias projetadas para este e o próximo ano eram de 14,13% e 11,78%, nesta ordem.

Para o grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções (Top 5) de médio prazo, a taxa básica - que atualmente está em 14,25% ao ano - terminará 2016 em 13,75% ao ano. Uma semana antes, eles não previam nenhum corte para este ano e projetavam uma taxa básica de 14,25% ao ano. Há um mês, a projeção estava em 13,75%. Para o ano que vem, as estimativas do Top 5 ficaram estáveis em 11,25% ao ano, mesmo patamar de um mês atrás.

Abertura

A abertura dos dados do relatório Focus mostra que os economistas do mercado financeiro passaram a prever menos cortes para a Selic (a taxa básica de juros) no segundo semestre de 2017.

As medianas das projeções seguiram indicando uma Selic a 13,75% ao ano no fim de 2016, 13,25% em janeiro de 2017, 12,75% em fevereiro 12,25% em abril e 11,75% em junho. Estas são as mesmas projeções vistas na semana passada e indicam cortes da Selic, desta segunda até o fim do primeiro semestre de 2017, de 0,50 ponto porcentual a cada reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), totalizando 2,50 postos porcentuais.

No segundo semestre de 2017, porém, o ritmo vai diminuir, pelas projeções do mercado. Em julho, a Selic seria reduzida de 11,75% para 11,50% ao ano. Depois, iria para 11,25% (setembro), e assim permaneceria até o fim de 2017. Até a semana passada, a projeção mediana dos economistas para a Selic no fim do próximo ano era de 11,00% ao ano.