21°
Máx
17°
Min

Produção agrícola em 2016 deve registrar perda em 19 das 26 culturas, diz IBGE

Faltando apenas três avaliações para o resultado final da safra agrícola de 2016, o País espera perdas em 19 das 26 principais culturas, segundo os dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de setembro divulgados nesta quinta-feira, 6, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Sete registraram crescimento em relação à colheita de 2015: aveia em grão (45,4%), café em grão arábica (23,6%), cebola (4,1%), cevada em grão (66,8%), mandioca (4,3%), trigo em grão (12,8%) e triticale em grão (32,3%).

Os recuos na produção são esperados para o algodão herbáceo em caroço (-19,5%), amendoim em casca 1ª safra (-9,8%), amendoim em casca 2ª safra (-26,6%), arroz em casca (-14,9%), batata-inglesa 1ª safra (-3,1%), batata-inglesa 2ª safra (-7,2%), batata-inglesa 3ª safra (-6,0%), cacau em amêndoa (-21,5%), café em grão canephora (conilon) (-28,2%), cana-de-açúcar (-1,9%), feijão em grão 1ª safra (-14,5%), feijão em grão 2ª safra (-20,6%), feijão em grão 3ª safra (-2,4%), laranja (-4,9%), mamona em baga (-51,9%), milho em grão 1ª safra (-16,1%), milho em grão 2ª safra (-29,8%), soja em grão (-1,4%) e sorgo em grão (-45,9%).

A estimativa para a produção brasileira de cacau do IBGE em setembro foi de 214.497 toneladas, 11,9% abaixo da do mês anterior. O rendimento médio esperado, de 303 kg/ha, apresentou redução de 12,2%.

Conforme o IBGE, os dados refletiram as estimativas do Pará, que apresentaram este mês quedas de 25,3% na produção e no rendimento médio, principalmente por causa da estiagem.

A nona estimativa de 2016 do IBGE para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas totalizou 183,9 milhões de toneladas, 12,3% inferior à obtida em 2015.