22°
Máx
14°
Min

Produção de aço bruto em julho cai 6% ante julho/2015, mas tem recuperação mensal

A produção brasileira de aço bruto em julho somou 2,705 milhões de toneladas, queda de 6% em relação ao observado no mesmo período do ano passado, de acordo com dados do Instituto Aço Brasil (IABr). Em relação ao visto em junho o aumento foi de 6,4%. De janeiro a julho a produção de aço bruto foi a 17,572 milhões de toneladas, queda de 12% na relação anual.

Ainda em julho o volume produzido de laminados foi de 1,912 milhão de toneladas, leve queda de 0,4% ante julho do ano passado. Na comparação com o mês imediatamente anterior foi anotado um crescimento de 7,8%. No acumulado do ano até julho o volume foi a 12,127 milhões de toneladas, recuo de 12,7%.

A produção de aço plano, por sua vez, foi de 1,111 milhão de toneladas, queda de 2,2% ainda na relação anual. Por outro lado, na comparação com junho o crescimento foi de 14,7%. De janeiro a julho a queda anual da produção foi de 17%, indo a 6,784 milhões de toneladas.

Já a produção de aço longo somou 801 mil toneladas, alta de 2,1% ante o observado no mesmo mês do ano passado. Ante junho o recuo foi de 0,46%. No ano, a produção caiu 6,6% e somou 5,343 milhões de toneladas.

Ainda mês passado as vendas internas foram de 1,4 milhão de toneladas de produtos siderúrgicos, queda de 3,3% em relação a julho de 2015. No ano o recuo foi de 13,9%, para 9,606 milhões de toneladas.

Para compensar a queda da demanda interna, a exportação foi uma saída para as usinas. As exportações de produtos siderúrgicos em julho atingiram 896 mil toneladas no valor de US$ 403 milhões, o que representa uma queda de 39% e de 38,3% respectivamente, ainda na relação anual. No acumulado do ano, as exportações alcançaram 7,6 milhões de toneladas e US$ 3,0 bilhões, aumento de 5,3% em volume e queda de 25,0% em valor.

O consumo aparente nacional foi de 1,5 milhão de toneladas de produtos siderúrgicos em julho de 2016, ou seja, 11,6% menor que o registrado no mesmo mês do ano anterior.

As importações em julho somaram 112 mil toneladas,recuo de 58,7% na relação anual, mas aumento de 21,7% na comparação mensal.