27°
Máx
13°
Min

Produção de cerveja sobe 0,03% em setembro na comparação anual, diz Sicobe

(Foto: Divulgação) - Produção de cerveja sobe 0,03% em setembro na comparação anual
(Foto: Divulgação)

A produção brasileira de cerveja cresceu 0,03% em setembro de 2016 na comparação com o mesmo mês do ano anterior, segundo dados preliminares do Sistema de Controle de Produção de Bebidas (Sicobe), da Receita Federal. A produção no mês foi de 1,207 bilhão de litros.

No terceiro trimestre de 2016, a produção atingiu 3,259 bilhões de litros, queda de 0,89% ante o mesmo período do ano passado. Com isso, o setor acumula queda de 1,75% na produção nos nove meses do ano, que foi de 9,595 bilhões de litros de cerveja de janeiro a setembro.

Apesar da variação pequena ante o ano passado, o resultado de setembro foi o melhor para o mês desde 2010 e houve uma recuperação ao longo dos últimos meses. No trimestre, o desempenho pior havia ocorrido em julho, quanto o setor se retraiu 2,18%. A queda foi menor em agosto, de 0,76%.

Em nota a clientes, a equipe de análise do BTG Pactual avaliou que o desempenho da produção de cerveja não foi tão fraco quanto seria possível esperar. Apesar disso, os analistas alertaram para o risco de que a líder do setor, a Ambev, apresente números piores do que a média do mercado porque pode ter perdido market share.

O mercado brasileiro de bebidas tem sido afetado pela queda na renda disponível dos consumidores brasileiros. Outro fator relevante é a alta de custos diante do impacto da elevação de impostos estaduais.

Refrigerantes

Já produção de refrigerantes no Brasil voltou a registrar queda em setembro. A produção da bebida caiu 8,31% na comparação anual, marcando o oitavo mês de recuo. Foram produzidos 1,134 bilhão de litros em setembro deste ano.

No terceiro trimestre, a queda é de 5,28% na produção na comparação anual, atingindo 3,298 bilhões de litros. No acumulado do ano até setembro, a retração é de 4,53%.