22°
Máx
16°
Min

Produção de petróleo de janeiro cai 7,1% ante dezembro, diz ANP

A produção total de petróleo no País recuou 7,1% em janeiro ante o mês anterior, somando 2,353 milhões de barris por dia, de acordo com o levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP). Segundo a agência reguladora, a redução deveu-se a paradas programadas em plataformas da Petrobras, principal produtora no País que paralisou duas unidades em janeiro, de acordo com relatório divulgado no início da semana.

A produção total de petróleo e gás, em janeiro, ficou em 2,959 milhões de barris de óleo equivalente - uma queda de 3,9% em relação ao mesmo mês de 2015.

A produção exclusiva do pré-sal somou 823 mil barris de petróleo e 32,8 milhões de metros cúbicos por dia de gás - um volume total de 1,029 milhão de barris de óleo equivalente por dia (boe/d). O volume representa uma queda de 5,6% em relação ao mês anterior. A agência reguladora não apontou causas específicas para a redução de produção nas águas ultraprofundas, mesmo com um poço produtor a mais (53) do que o registrado em dezembro.

O Campo de Lula, no pré-sal de Santos, foi o principal produtor de petróleo com 404 mil barris de óleo produzidos por dia - um volume 9% menor que o registrado em dezembro. O campo também foi o principal produtor de gás, com 19,3 milhões de metros cúbicos por dia, e teve a plataforma com maior produção, Cidade de Mangaratiba. A Bacia de Santos, onde estão concentrados os campos do pré-sal, representa 27% de toda a produção nacional de óleo.

Já a produção de gás natural somou 97,2 milhões de metros cúbicos por dia, uma queda de 3,1% em relação a dezembro. Em comparação com janeiro de 2015, houve uma melhora na produção, com alta de 0,7% na produção. Já a queima de gás caiu 19% na comparação com o mesmo mês do último ano, e 3,4% em relação a dezembro. O aproveitamento do gás chegou a 96,6%.