22°
Máx
16°
Min

Produção de petróleo sobe 2,4% em agosto ante mesmo mês de 2015, diz ANP

A produção total de petróleo e gás natural no Brasil totalizou 3,293 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d) em agosto, alcançando patamar recorde pelo terceiro mês consecutivo, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O recorde anterior de julho foi de 3,21 milhões de barris por dia.

A produção de petróleo foi de aproximadamente 2,609 milhões de barris por dia (bbl/d), um avanço de 1,1% em relação a julho e crescimento de 2,4% na comparação com agosto de 2015. O montante ultrapassa o recorde alcançado em julho, quando foram produzidos 2,581 milhões de barris por dia.

A produção de gás natural totalizou 108,8 milhões de metros cúbicos por dia (m3/d) em agosto, também acima do recorde anterior de 107,2 milhões de metros cúbicos por dia registrado em julho de 2016. O montante representa um aumento de 1,5% em agosto ante julho e um salto de 9,6% na comparação com agosto de 2015.

A produção do pré-sal - que inclui 65 poços - foi de aproximadamente 1,099 milhão de barris de petróleo por dia (bbl/d) e 42,2 milhões de metros cúbicos por dia (m3/d) de gás natural, totalizando 1,365 milhão de barris de óleo equivalente por dia (boe/d), um aumento de 3,6% em agosto ante julho.

O resultado do pré-sal supera a produção 1,060 milhão de barris diários de petróleo e os 40,8 MMm3 de gás natural obtidos em julho. A produção total também superou o recorde do mês anterior, de 1,317 milhão de barris de óleo equivalente por dia.

O aproveitamento de gás natural em agosto foi de 95,4%. A queima de gás foi de 5 milhões de metros cúbicos por dia (m3/d), um aumento de 13,5% ante julho e avanço de 7,8% em relação a agosto de 2015. Segundo a ANP, a principal razão para o aumento na queima de gás natural foi o comissionamento do FPSO Cidade de Saquarema, navio-plataforma localizado no Campo de Lula, na Bacia de Santos.

Os campos marítimos produziram 94,4% do petróleo e 77,1% do gás natural. A produção ocorreu em 8.792 poços, sendo 781 marítimos e 8.011 terrestres. Os campos operados pela Petrobras produziram 93,4% do petróleo e gás natural.