23°
Máx
12°
Min

Produção industrial dos EUA recua 0,4% em maio ante abril; previsão -0,3%

A produção industrial dos Estados Unidos caiu 0,4% em maio ante abril, segundo dados publicados hoje pelo Federal Reserve (Fed, o BC norte-americano). O resultado superou a expectativa de analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam decréscimo de 0,3%.

O queda na produção de maio basicamente refletiu uma grande queda na produção de automóveis, de -4,2%, e nas concessionárias de energia elétrica. A produção de utilitários, por sua vez, caiu 1,0% na mesma base de comparação.

Por outro lado, a produção das mineradoras aumentou 0,2%, o primeiro aumento do setor desde agosto de 2015. A alta seguiu uma recuperação no setor de mineração de carvão, enquanto o setor de petróleo e extração de gás ficou praticamente estável. O setor estava em queda livre diante das maiores quedas em quase dois anos nos preços das commodities, o que levou as empresas de energia reduzirem o investimento.

A taxa de utilização da capacidade instalada, uma medida da ociosidade na indústria, caiu 0,4 ponto porcentual em maio, a 74,9%. A leitura é 5,1 pontos porcentuais abaixo da média histórica, o que sugere que ainda há ampla folga em toda a economia.

Na comparação anual, a produção industrial teve queda de 1,4% em maio. A produção de utilitários teve queda de 0,8%, enquanto a atividade mineradora diminuiu 11,5%.

Os dados de abril foram revisados pelo Fed. A produção industrial subiu 0,6% em relação a março, ante +0,7% estimado originalmente. Fonte: Dow Jones Newswires.