22°
Máx
16°
Min

Produção total da Petrobras em agosto recua 1,73% ante julho

A produção total de petróleo e gás natural da Petrobras em agosto caiu 1,73% em agosto ante julho, para 2,84 milhões de barris de óleo

equivalente por dia (boed), de 2,89 milhões de boed, impactada pela venda de ativos na Argentina. Foram produzidos 2,72 milhões boed no Brasil e 120 mil boed no exterior.

A estatal afirma que se trata de recorde mensal, assim como a produção média de petróleo no País, de 2,22 milhões de barris por dia (bpd) em agosto. A produção de petróleo no exterior contribuiu com 68 mil bpd para a produção média no mês, de 2,29 milhões bpd.

Especificamente no dia 19 de agosto, a companhia bateu nova marca diária, com volume de 2,33 milhões de bpd, acima do recorde diário anterior, de 22/12/2014, de 2,30 milhões de bpd.

No pré-sal, o aumento da produção (parcela própria e dos parceiros) foi de 4%, também novo recorde mensal, com 1,36 milhão boed. "Esse resultado se deve, principalmente, à interligação de novos poços e ao crescimento da produção dos poços já interligados aos FPSOs Cidade Maricá e Cidade de Saquarema, ambos instalados no campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos", informa a empresa.

No critério produção média, a do pré-sal foi de 1,10 milhão bpd, igualmente recorde mensal. "Além disso, a produção diária de óleo naquela província atingiu no último dia 28/8, novo recorde diário, com a produção de 1,22 milhão de barris."

Já em gás natural, a produção no Brasil, excluído o volume liquefeito, foi de 79,5 milhões m3/dia, levemente superior a julho, 79,4 milhões m3/dia, mas o suficiente para novo recorde mensal. No exterior a produção média foi de 9,6 milhões m3/d, 40% abaixo dos 16 milhões m3/d do mês anterior devido ao desinvestimento na Argentina, explica a estatal.