26°
Máx
19°
Min

Projeto da Eletrosul atrai chinesa Shanghai Eletric

A chinesa Shanghai Electric fez uma oferta para comprar 60% de um projeto de transmissão da Eletrosul, localizado no Rio Grande do Sul, apurou o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado. A proposta foi pelo lote A do leilão de transmissão n° 4 de 2014.

A Eletrosul lançou, no início deste ano, uma chamada pública para selecionar empresas interessadas em compor uma parceria para implantar e explorar os empreendimentos desse lote.

A intenção da empresa é atrair um investidor para assumir ao menos 51% do projeto, constituído por quatro sublotes, somando oito subestações e 17 trechos de linhas de transmissão que deverão demandar aporte de R$ 3,2 bilhões e entrar em operação em março de 2018.

A Eletrosul arrematou o lote ao oferecer um deságio de 14,01% em relação à receita máxima permitida. De acordo com a Eletrosul, neste momento, o projeto está em fase de obtenção das licenças ambientais e a expectativa é de que todas as licenças de instalação sejam obtidas até novembro.

Fonte ouvida pelo Broadcast disse que a proposta da Shangai Electric enfrenta dificuldades porque a orientação da Eletrobras é de não permitir que o investidor, mesmo majoritário, realize os trabalhos de construção, engenharia, integração. "Teria que comprar 100% para isto. Assim, a Shanghai Electric poderá desistir", disse a fonte.

Projeto. Os interessados no projeto não podem participar de forma direta ou por meio de subsidiárias, joint venture ou afiliadas que pretendam atuar como fornecedores de bens ou construtores na implantação dos empreendimentos, a menos que queiram adquirir 100% do lote. O prazo para a apresentação das propostas terminou ontem, mas duas empresas habilitadas para a disputa solicitaram a prorrogação do período para envio das propostas. Em nota, a Eletrosul disse que a diretoria avalia a solicitação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.