23°
Máx
12°
Min

Queda de 19,1% na exportação de semimanufaturados pesa na 3ª semana de setembro

Os dados da balança comercial brasileira da terceira semana de setembro, com um superávit de US$ 879 milhões, são resultado de quedas de 19,1% nas exportações de produtos semimanufaturados, em razão de açúcar em bruto, celulose, ouro em formas semimanufaturadas, couros e peles e óleo de soja em bruto; e de 11,1% dos manufaturados, em razão de automóveis de passageiros, aviões, veículos de carga, produtos laminados de ferro e aço, polímeros plásticos e autopeças, informou nesta segunda-feira, 19, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Segundo a Pasta, aumentaram em 2,2% as vendas de produtos básicos, por conta de petróleo em bruto, minério de ferro e algodão em bruto.

Nas importações, houve um crescimento de 3,2%, em decorrência de um aumento nos gastos com combustíveis e lubrificantes, equipamentos mecânicos, adubos e fertilizantes.

A comparação dos resultados diários de exportação até a terceira semana de setembro indica uma média de US$ 801,8 milhões, ante média de US$ 769 milhões em setembro de 2015. A diferença, segundo o MDIC, está relacionada ao aumento de 20,2% nas vendas de produtos semimanufaturados, de US$ 108,5 milhões para US$ 130,4 milhões, por conta de açúcar em bruto, madeira serrada ou fendida, ouro em forma semimanufaturada, semimanufaturados de ferro e aço e celulose; e pelo crescimento de 6% na venda de produtos básicos, de US$ 341,1 milhões para US$ 361,6 milhões, por conta, principalmente, de petróleo em bruto, minério de cobre, carne de frango, minério de ferro e café em grão.