27°
Máx
13°
Min

Queda do petróleo influencia mercado futuro, e realização de lucro conduz dólar

A queda no preço do petróleo no mercado internacional dá o tom nos negócios no Brasil e no exterior nesta sexta-feira, 19. O dólar abriu com sinais mistos no mercado à vista e no futuro (contrato para março), pressionados para baixo por uma "realização de lucro" e para cima pela desvalorização da commodity, respectivamente.

"Além de ajustes (na abertura do mercado à vista de dólar), houve uma realização de lucro pontual após a moeda fechar ontem (18), a R$ 4,0493 no balcão", disse Ricardo Gomes da Silva Filho, da Correparti. "O petróleo recua 2% em NY e pode a cair abaixo de US$ 30 novamente, gerando pressão no dólar", afirmou ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

De forma geral, o dia tende a demonstrar uma aversão a risco. "O dia é de 'risk off' (fuga dos ativos de risco)", diz o economista Rodrigo Ruiz, do Banco Indusval. "Isso pode mudar depois da divulgação do CPI (índice de preços ao consumidor) dos Estados Unidos (às 11h30)", afirmou Ruiz.

Além da influência do exterior, onde o dólar se valoriza ante o euro e várias moedas emergentes e ligadas a commodities, o mercado mantém a atenção voltada para questões domésticas. "No Brasil, o mercado estará atento ao possível anúncio do contingenciamento pelo Ministério da Fazenda", escrevem os analistas do banco Bradesco em relatório.

Às 9h46, o dólar à vista caía 0,25% a R$ 4,0393. O dólar futuro (contrato para março) subia 0,14% aos R$ 4,0535.