27°
Máx
13°
Min

Receita Federal libera novo pátio para atender caminhoneiros no Porto Seco

RF libera novo pátio para atender caminhoneiros no Porto Seco

A partir desta sexta-feira, a Receita Federal disponibiliza um novo pátio no Porto Seco para mais 150 caminhões. Além disso, os interessados também poderão operar no regime de despacho posteriori. A partir das 14h, os caminhões que adentrarem ao Porto contarão com mais 150 vagas que estão sendo disponibilizadas de forma emergencial, para atender ao aumento de fluxo de caminhões na região da tríplice fronteira.  

Desta forma, o recinto passará das atuais 700 vagas para 850 vagas disponíveis. O recinto aduaneiro de Foz do Iguaçu é o porto seco rodoviário de maior  movimentação de cargas em toda a América Latina, sendo que opera com a mesma estrutura há pelo menos sete anos. 

Nos últimos meses, uma série de fatores contribuiu para que o espaço físico não comportasse mais o fluxo  de cargas, fazendo com que o número de vagas disponível não fosse suficiente para atender a demanda, como o crescimento da demanda nacional por grãos produzidos nos países vizinhos; o fornecimento  de insumos agrícolas (fertilizantes) para o Paraguai em razão do plantio de nova safra; além da infraestrutura  dos portos secos dos países vizinhos que fazem com que os caminhões permaneçam mais tempo no recinto alfandegado brasileiro.

No ano de 2015, a média mensal de caminhões que transitaram pelo Porto Seco foi de 12.200 caminhões. Nos meses de junho a agosto de 2016, essa média aumentou para 16.950 caminhões. O aumento de 21% no número de vagas vem justamente para atender esse maior fluxo de cargas no comércio internacional.

 Além dessa medida, a Receita Federal informa que está disponível o regime de despacho a posteriori  na exportação,  previsto na Instrução Normativa  SRF  nº  28/1994,  que possibilita a liberação do caminhão previamente ao registro da declaração aduaneira. Os operadores que tenham interesse  poderão obter mais informações com as equipes da Receita Federal no Porto Seco e na sede da Delegacia.

Colaboração: Assessoria.