21°
Máx
17°
Min

Recuo de preço do etanol faz combustíveis gerarem alívio ao IPCA

(Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas) - Recuo de preço do etanol faz combustíveis gerarem alívio ao IPCA
(Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas)

Entre os impactos negativos no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de maio, o destaque foi o preço dos combustíveis, que caiu 2,43%, retirando 0,13 ponto porcentual (p.p.) da taxa mensal, informou nesta quarta-feira, 8, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPCA de maio ficou em 0,78%.

Segundo a coordenadora de Índices de Preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos, o etanol, em plena época de moagem da cana-de-açúcar, foi o grande responsável pela queda nos preços.

Sozinho, o etanol recuou 4,89% em maio, com impacto negativo de 0,10 p.p. no índice mensal. Como o etanol entra na mistura da gasolina, os preços do derivado de petróleo caíram 0,85% em maio.