26°
Máx
19°
Min

Rede de armazenamento agrícola no País cresce 0,8% no 2º semestre de 2015

O País registrou um aumento no número de estabelecimentos de armazenagem ativos no segundo semestre de 2015 em relação ao primeiro semestre do mesmo ano, segundo a Pesquisa de Estoques, divulgada nesta quinta-feira, 9, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O total de estabelecimentos passou de 7.858 unidades no primeiro semestre para 7.918 no segundo semestre de 2015, um crescimento de 0,8%.

Houve aumento de 3,3% da capacidade instalada para armazenamento em estabelecimentos ativos neste período. O total de capacidade útil disponível no Brasil para armazenamento foi de 166,1 milhões toneladas no segundo semestre de 2015.

Os silos predominaram, alcançando capacidade útil armazenável de 72,4 milhões de toneladas no segundo semestre de 2015, um crescimento de 3,3% em relação ao primeiro semestre. Na sequência, os armazéns graneleiros e granelizados atingiram 63,2 milhões de toneladas de capacidade útil armazenável, crescimento de 5,9%.

Já os armazéns convencionais, estruturais e infláveis somaram capacidade de 30,5 milhões de toneladas, uma queda de 1,8% em relação à primeira metade do ano passado.