22°
Máx
17°
Min

Refinaria Abreu e Lima tem 3º recorde mensal de processamento em julho

A Refinaria Abreu e Lima (RNEST), da Petrobras, bateu o terceiro recorde mensal consecutivo de processamento, com carga média em julho de 2016 de 99,18 mil barris de petróleo por dia (bpd), 2,3% maior que o obtido em junho, de 96,96 mil bpd. No total, foram processados 3,07 milhões de barris, carga 4,6% superior ao recorde de maio de 2016 (2,94 milhões de barris).

Localizada em Ipojuca, Pernambuco, a refinaria faz parte do Complexo Industrial Portuário de Suape.

Em julho, a produção de derivados também foi recorde, conforme anunciado pela Petrobras, em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), com produção de 373,57 mil m3, a maior do país de Diesel S-10, correspondendo a 32% da produção nacional deste derivado, e 1,7% superior ao anterior ao recorde anterior, em março, de 367,39 mil m3). A nafta petroquímica teve um acréscimo de 1,6%, com o total de 46,64 mil toneladas.

Segundo o comunicado da Petrobras, mudanças operacionais e modificações de projeto vêm aumentando a rentabilidade do parque de refino da Petrobras no Brasil, com a geração de uma receita adicional de US$ 355 milhões até 2015, ganho acumulado estimado de US$ 572 milhões até o final de 2016 e de US$ 759 milhões até 2019.

"As iniciativas são vinculadas ao Programa de Produção de Médios e Gasolina (Promega) e têm como premissas a disciplina de capital, o foco em rentabilidade e o reforço na gestão de desempenho", informou a estatal petroleira.