22°
Máx
17°
Min

Reforma da previdência é a mais urgente de todas, diz ministro

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, afirmou que o País precisa de reformas na previdência, na política e na legislação. Na tarde desta quinta-feira, 11, durante um evento na Associação Comercial do Rio de Janeiro, Pereira comentou as necessidades de mudança em setores estruturais do País e voltou a se posicionar favoravelmente à terceirização e à criação de novas modalidades de trabalho.

Na última segunda-feira, 8, o ministro disse ter avisado ao presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), que deixaria o cargo caso percebesse que reformas importantes não estão avançando. Na ocasião, Pereira destacou a importância de enviar as propostas ao Congresso até o fim de novembro para conseguir que elas sejam aprovadas no primeiro semestre de 2017.

No evento de hoje, porém, o ministro ressaltou que tem plena confiança no presidente interino Michel Temer e na equipe formada pelo atual governo. "Estamos muito unidos para melhorar o ambiente de negócios. Quando eu disse que se as reformas não avançassem eu não teria interesse no cargo, não é algo para agora, é para meados do ano que vem", explicou.

Pereira ressaltou que a reforma da previdência é a mais urgente, mas afirmou ter confiança de que com o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil), a proposta irá avançar.