27°
Máx
13°
Min

Requerimento de Lindbergh à CAE aborda conflito de interesse de Ilan no BC

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) apresentou requerimento nesta terça-feira, 31, para que haja uma consulta à comissão de ética sobre conflito de interesse na indicação de Ilan Goldfajn ao comando do Banco Central (BC). O pedido foi apresentado logo após a leitura do parecer favorável do senador Raimundo Lira (PMDB-PB) à indicação de Ilan.

Para Lindbergh, o conflito de interesse se dá porque Ilan é sócio do Itaú Unibanco. Ilan afirmou à CAE que alienaria as ações até a data da posse, caso o Senado aprove a nomeação. "Nós aprovamos e depois ele vai vender", disse Lindbergh.

"Um representante do maior banco privado do País está sendo indicado para presidir o BC, órgão responsável por fiscalizar todo o sistema financeiro nacional", disse o senador, completando que Ilan teria acesso a informações "sigilosas e sensíveis" de todos os concorrentes do Itaú Unibanco.

Lindbergh também disse que a CAE não pode aprovar o nome de Ilan em meio à discussão da "independência do BC", com a prerrogativa de mandatos fixos. "Quer mudar o presidente do BC em um governo interino. E se a presidente voltar? São tantas crises neste governo. Olha a instabilidade que estamos passando", disse Lindbergh.