21°
Máx
17°
Min

Retração do PIB em 2016 passa de 3,23% para 3,20% nas pesquisa Focus do BC

As projeções do relatório Focus desta semana alteraram de forma marginal as expectativas para a atividade do País em 2016, que continuaram mostrando uma forte recessão para o ano. Pelo documento, houve ligeira melhora nas projeções para o Produto Interno Bruto (PIB) este ano: a mediana projetada passou de uma retração de 3,23% para um declínio de 3,20%. Há um mês, o mercado previa uma queda de 3,25%.

Para 2017, o cenário segue um pouco melhor, com perspectiva de PIB positivo. Ainda assim, o mercado prevê para o País, conforme o relatório Focus, um crescimento de apenas 1,10% no próximo ano, mesmo porcentual projetado há uma semana e há um mês.

Em junho, o BC informou no Relatório Trimestral de Inflação que sua nova estimativa para o PIB deste ano é de retração de 3,3%, ante baixa de 3,5% vista na edição anterior do documento. Durante evento em São Paulo na última sexta-feira, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou que "o elemento mais essencial para a recuperação econômica sustentável será a retomada da confiança". "Para isso, é necessário, em primeiro lugar, fortalecer o velho e bom tripé macroeconômico formado por responsabilidade fiscal, controle da inflação e regime de câmbio flutuante."

Produção Industrial

As estimativas para a produção industrial também mostraram leve melhora no relatório Focus, ainda que o cenário para 2016 siga ruim. A queda prevista para este ano passou de 6,00% para retração de 5,95%. Já para 2017, a projeção de alta foi de 0,50% para 0,75%.

Dívida/PIB

Já as projeções para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para este ano passaram de 44,55% para 44,90%. Um mês atrás, estava em 44,40%. Para 2017, as expectativas no boletim Focus foram de 48,76% para 49,05%, ante projeção apontada um mês atrás de 49,10%.