21°
Máx
17°
Min

RIOGaleão espera obter empréstimo de R$ 2,1 bilhões com BNDES para pagar outorga

Depois da inauguração de uma nova área do terminal 2 do aeroporto internacional do Galeão, o presidente do consórcio RIOGaleão, Luiz Rocha, disse ter expectativa de concluir em breve negociação com o BNDES para empréstimo de longo prazo no total de R$ 2,1 bilhões, o que permitiria pagar uma parcela da outorga no valor de R$ 960 milhões.

O pagamento já deveria ter sido feito, mas foi adiado pelo consórcio, que optou por insistir nas negociações com o banco. "Todos os esforços estão na linha de pagamento o quanto antes. Nunca deixamos de negociar com o BNDES", afirmou Rocha.

O empréstimo de longo prazo fazia parte do contrato de concessão, de 25 anos, firmado com o governo em 2014. No entanto, novas exigências do BNDES emperraram o financiamento. O consórcio fez então um empréstimo de curto prazo de R$ 1,1 bilhão, mas continuou a negociar com o banco o financiamento de longo prazo.

Segundo Rocha, o consórcio deu prioridade aos investimentos na obra da nova área do terminal 2, que custaram R$ 2 bilhões. A nova área tem 100 mil metros quadrados e estará aberta aos passageiros a partir da próxima segunda-feira, 23. Rocha disse que, até lá, a Polícia Federal fará uma varredura completa da área para atestar as condições de segurança.