22°
Máx
16°
Min

Safra de grãos 2015/16 deve ter aumento de 0,6% ante 2014/15, diz Conab

A safra brasileira de grãos 2015/16 deve alcançar 209 milhões de toneladas, o que corresponde a um leve aumento de 0,6% (1,3 milhão de t) em comparação com o período anterior (20,7,7 milhões de t). Os números fazem parte do 7º levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta quinta-feira, 7. Com referência à previsão do mês passado, houve redução de 0,6% por causa de adversidades climáticas nas fases finais das culturas, informa a Conab.

O destaque é a produção de soja, que deverá atingir 99 milhões de toneladas, 2,9 milhões a mais do que na safra anterior, graças aos ganhos de área de 3,2%. Em relação à pesquisa anterior, no entanto, a Conab estimava safra de 101,18 milhões de t de soja.

A produção total de milho está projetada em 84,7 milhões de toneladas, semelhante à produção de 2014/15. A previsão para o milho primeira safra é de redução de 8,5% na produção, com estimativa de 27,5 milhões de toneladas ante 28,24 milhões de t em 2014/15. Para a segunda safra do cereal, a expectativa é de crescimento de 4,7%, devendo atingir 57,1 milhões e compensando a quebra do anterior. Em 2014/15, o País colheu 55,28 milhões de t na segunda safra de milho, também chamada de safrinha, ou de inverno.

O feijão primeira safra recuperou a produtividade, o que deve se refletir em um aumento de 62,6 mil toneladas (mais 5,5%). A previsão é de um total de 1,2 milhão de toneladas em comparação com 1,1 milhão de t da safra anterior, apesar da queda na área plantada. O feijão tem, ainda, outras duas safras ao longo do ano: a segunda safra está estimada em 1,26 milhão de t (mais 11,6% ante 2014/15, que foi de 1,25 milhão de t). A terceira safra está projetada em 853,1 mil t, alta de 0,1% ante 2014/15 (840,2 mil t).

No caso do arroz, há expectativa de queda de 10,2% na produção, em virtude de uma área menor de plantio e a adversidades climáticas no Sul do País. As 12,4 milhões de toneladas de 2014/2015 caíram para 11,2 milhões.

Área

O plantio total na safra 2015/16 cresceu 0,8% em relação à safra anterior e deve alcançar 58,39 milhões de hectares. O aumento é de 464,4 mil hectares sobre as 57,93 milhões anteriores. A soja garante mais de 56% da área cultivada do País, com previsão de crescer 3,2% (1 milhão de hectares a mais), para 33,13 milhões de hectares.

A área com milho primeira safra apresenta redução de 9,2% (563,3 mil hectares), a ser ocupada com o plantio de soja. Para a segunda safra de milho a expectativa é de aumento de 3,7% na área (351,3 mil hectares), totalizando 9,90 milhões de hectares.

Os números da pesquisa serão detalhados pelo diretor de Política Agrícola, João Marcelo Intini, da Conab, e pelo secretário interino de Política Agrícola, Marcelo Cabral, do Ministério da Agricultura. A secretária-executiva do ministério, Maria Emília Jaber, substitui a ministra Kátia Abreu na coletiva, que não poderá mais comparecer por causa de outros compromissos oficiais, informa a assessoria do ministério.